Queremos o fim da página em branco. No projeto Inspiraturas tu podes treinar e desenvolver uma escrita mais sensível, espontânea e livre. Uma forma lúdica de derramar as palavras ainda não escritas.
OFICINA DE ESCRITA LITERÁRIA INSPIRATURAS - Repaginada para 2020 - novos desafios - inscreve-te! Integra conceitos, técnicas e inspiração em desafios lúdicos e escreve poesia, crônicas e contos

sacharuk escreve em inspiraturas.org

2019-01-15

transparência da blusa

transparência da blusa

talvez seja sacana
talvez seja espertinho
o meu desalinho
esse jeito sem freio
de olhar de cantinho
à procura do meio

quando bem queres
tu sempre abusas
e eu fico vidrado
entre fios da tua blusa
imagino outro lado

enredo na trama
fronteira de linho
em cada furinho
eu busco o entremeio
para ver o biquinho
coroando teu seio

sacharuk


golpe de ar

golpe de ar

há simbologia
nas portas abertas
também nas fechadas
pode dar poesia
pode ser coisa incerta
especulada

eu insisto
em ler linhas tortas
buscar os vestígios
colar os indícios
do que eu não sei

acontece
se fico possesso
escrevo em versos
mas penso em prosa

universo cor-de-rosa
rabiscado de preto
mancha de vício
precipício
arremedo

é cedo
para abrir a janela
deixar entrar
um golpe de ar
ventilar a mobília
soprar teus resquícios

de volta ao início
há simbologia
nas portas abertas
também nas fechadas
tudo é fantasia
só a morte é certa
e mais nada

sacharuk

lar de ruínas

lar de ruínas

desabam pedaços
um a um
uns e muitos
vidraça fragmentada
de quase cegueira
lar de aranhas

encoberta
na teia do abandono
lenta morre
expurga
assombra
assusta

sacharuk

fotografia: sacharuk

haicai contrabandista



haicai contrabandista

não precisa visto
a formiga fronteiriça
sequer passaporte

sacharuk


2019-01-10

dos tempos de crise

dos tempos de crise

já cutucou a língua
num canto da lua
aveludada de amor
hoje lambe o amargo
das correntes de aço
intrincados elos

a cruz forma vértices
ângulos retos
aos braços
e os tímpanos
tilintam silêncio
espocam incertos

pende o corpo
carne esqueleto
mas não é morto
apenas repleto

sacharuk

sobre os tempos de crise