não estou para falar de amor se ele ainda não dói, nem rói, nem pede flor. Não há flores na minha poesia, as arrancadas são mortas, são decoração de sepultura. Meu poema é heresia. Conheço esse tal de amor, não encontrei deus algum e amor e deus até podem ser compatíveis mas não dependem um do outro, o único ponto em comum: eles não são invencíveis. Não falarei de coisas que desconheço, pois o meu apreço é pelo amor que sinto e não devo a uma criatura que o senso comum insinua e minha cabeça não atura. Minha escrita é a riqueza que colho do meu presente, mesmo que seja inventado, pois poeta mente, mas não se faz ausente, e eu não vivo de passado nem me dedico à tristeza, só quando fico parado. Grito contra o que abomino e não suporto determinismo. Minha ferramenta é o poema e meu alvo é o sistema. Sou tipo existencialista meio insano, meio analista, falso moralista, talvez sartreano. Tenho a marca da história. Todo gaúcho é artista e sou pampeano com muita honra e glória. Sou amigo da filosofia e esta não é feita de fadas, nem gnomos e crenças,nem de almas penadas ou universais desavenças. Eu vim aqui escrever poesia e isso para mim não é só brincadeira, pois no fim, o que consome energia é o abre e fecha da porta da geladeira.

sacharuk escreve em inspiraturas.org

Mostrando postagens com marcador sacharuk criatura cabalística. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador sacharuk criatura cabalística. Mostrar todas as postagens

contos com cloroquina 1

contos com cloroquina 1

Chechele chegou como criança concebida cidade Ceilândia, contudo criada cidade cearense chamada Crato. Chechele, cresceu comunada com conhecidas criaturas clonadoras cartão crédito, chamados comumente como cartaozeiros. Cartaozeiro consiste com carreira concorrida, cuja característica confere com cooptar certas criaturas cearenses, cachaceiros comuns com cabeça confusa, com chance conhecer célebre ciência criminosa condizente com clonagem cartões. 

Clonando cartões, Chechele conheceu certo cidadão cafajeste, chefe comandante chinelícias cariocas. Cristão convicto, capitão Coisonauro cuidava carreira como congressista cangaceiro, colaborando com crime continentalmente conhecido como "cortadinha". 

Coisonauro casou com Chechele.

Conforme Coisonauro considerou confirmar casamento, consumiu cinco comprimidos celestes, composto com cloridrato cloroquina. Concentrado, centralizou cabeça cacete centro coxas cônjuge Chechele. Contudo, cacete colapsado caiu como coisa chocha, cuja cabeça continuava cabisbaixa, conquanto corpo Chechele contorcia clamando coisa chamuscante. Coisonauro, culpou China comunista.

Coisonauro comandou Chechele colocar camisola cinzenta cobrindo calcinha, cujo chefe culto cristão consagrou conquanto conversava com Cristo. 

Carente carinho, Coisonauro carecia certo consolo. Com celular, chamou camarada coronel Courão.

Conforme Courão chegou, Coisonauro, com cueca caída, convidou coronel comer.

-Come Courão, come! Contudo, come com calma, calkey? Conquanto cheiro cloroquina.

sacharuk

crônica com c

Crônica com C

Calamar Cachaceiro considerou consumir cachaça com certo comedimento, como critério chegar continente chamado Canovaticínio, comparecendo como célebre convidado criatura conhecida como Cardeal Cisplatino, chefe central Comando Comunista Católico (CCC). Contudo, coube Calamar Cachaceiro comparecer Casa Causídicos Comprometidos, chamar caríssimo companheiro Cofroli, com certeza conseguir carta contracondenatória chancelada com carimbo chefe causídico:

-- Cumpanhero Cofroli, careço comparecer Canovaticínio conhecer Cardeal Chico. Careço conceder conselhos. Chico culpado com Cristo! Cardeais com certo comportamento condenável, comendo criancinhas, cheirando cola, comprando cocaína, cocacola, cheirando cu, consumindo coquetel cachaça com combustível... Cardeais com consciência católica condenada. Calamar Cachaceiro conduzirá chefe Chico Cisplatino com certa compreensão como conquistar coração cristão. Caridoso Calamar colaborará com Canovaticínio consolidando capitalização considerável conta corrente Conselho Cardeais Canovaticinenses. Contudo, cumpanhero Cofroli carece comandar confecção carta contracondenatória. Cumpanhero comprometido com consciência comunista certamente comandará corte caneleira circuitada. Causa coceira canela. Como Calamar chegará Canovaticínio, caracara com Chico, como condenado comum calçando caneleira? Cara caramba cara caraô, caralho.


-- Claro, claro, chefia. Cabe companheiro Calamar chefiar, cabe Cofroli cumprir. Comandarei confecção carta, comandarei corte caneleira circuitada. Convocarei conselho com colegas causídicos: Chinelandowski Cunaboca, Chupaurélio, Carmen, Careca Covardão... Certamente Calamar conversará com Cardeal conquistando consciência cristã. Caridade companheiro Calamar colaborará com causa continental. Compete companheiro chamar cobertura cronistas colaboradores com Carta Capital, Correio Caradepaulo...


sacharuk

charge: Nani

caneta cortadeira

caneta cortadeira

Coiso calçou chinelo
colocou camiseta
com casaco cambraia
comandou Constituição
com caneta compactor
cor celeste
criou confusão

conectou celular
convocou chefe culto cristão
convidou co-comandante Courão
chamou conge cearense Chelinha
comparecerem cozinha
curtir comemoração

chiou chaleira
com café coado
comeu cacetinho
colocou condensado

Coiso cortou capital
condenou cartel cultural
comprometido com causas
comunistas
calou cantor continental
calou chupacabras
calou cinemistas

chiou chaleira
com café coado
comeu cacetinho
colocou condensado

sacharuk


Cárcere Curitiba 9

Cárcere Curitiba 9

Calamar Cachaceiro condiz com conhecida criatura cuja competência consegue confundir companheiros cumunistas cujas cabeças cheias com cocô colocam criaturas contra criaturas conduzindo cizânia. Cada companheiro comunga com corrupção conduzida com chefe Calamar, compram camisetas com cara criatura carniceira chamada Che, consideram Cuba como continente cujo cumunismo colabora com cidadania... Companheiros concordam com cada coisa cabeluda conduzida com consciência cega, com cara constituída como cedro. Cumunistas conferem com criaturas cujos cérebros confundem com cus. 

Conforme célebre comandante crime corrupção continental chegou cadeia curitibana, conduzido com carcereiros cobertos com coletes contra cravejamento, cara companheira Cusângela comandava carreata colando cartazes contra confinamento. Centenas companheiros cumunistas cooperavam com Cusângela caminhando centro cidade Curitiba clamando contra condução coercitiva, contra condenação chefe Calamar, contra colocação caneleira circuitada, contra causídicos cujas condenações colocaram Calamar Cachaceiro confinado cadeia. 

Calamar chamou:

- carcerero, carcerero, compareça cá. Calamar carece conversar!

- calminha, Calamar. Certamente convém carcereiro conversar com Calamar Cachaceiro, conforme Calamar contribuir com cédulas. 

- certo, carcerero, conta cédulas. Calamar, com coração caridoso cultiva costume colaborar com cidadãos carentes, colabora com caros carcereros colocando centenas cédulas cofrinho. Carcerero conseguirá colocar crianças colégio competente, comprará carro com centenas cavalos, comprará calças couro com chapéu conforme cantores caganejo... contudo, colaboração consiste com carcerero cooperar com casamento Calamar Cachaceiro.

-claro, Calamar. Como carcereiro consegue contribuir?

- carcerero chama Cusângela comparecer cadeia curitibana. Calamar carece casar com Cusângela, contudo, carece confirmar casamento. 

Carcerero contribuirá comprando carne, como condição chamuscar churrasco, comprará champanha, cerveja, canapés, comprará colchão com cobertores.  Calamar com cacete caído, contudo carece consolidar casamento comendo Cusângela. Carece carcerero comprar comprimidos com cor celeste! 

sacharuk

Cárcere Curitiba 8



Cárcere Curitiba 8

-carcerero, carcerero, consegue celular. Careço chamar cumpanhera Crazy conversar comigo.
------------
-Crazy, cumpanhera Crazy!

-chefinho!

-capturaram Chinelão, chefe corrupção carioca?

-capturaram, chefinho. Colocarão Chinelão confinado cadeia.

-caraca, cumpanhera. Chinelão confere com criatura com carência categoria conviver cadeia curitibana comigo, com cumpanhero Cabral. Consegue com cumpanheros causidicos conseguirem conduzir Chinelão cadeia Charqueadas. Conviver comigo, com Cabral, confere com coisa cujo corrupto condenado carece categoria como chefe, carece crasse. Continuo com cisma contra Chinelão. Criatura cagou corrupção carioca. Como confiar? Consegue colocar Chinelão cadeia capixaba, cearense, catarinense...

-claro, chefinho Calamar. Conseguirei com causidicos colocar Chinelão cadeia Capital. Contudo, caso chefinho careça comer Crazy, compete chamar celular. Crazy corre contentar chefinho.

-Caraca, cumpanhera!

sacharuk

Cárcere Curitiba 7

Cárcere Curitiba 7

Criatura com cheirador corrigido com cirurgia, chefe congregação comunista, chamada Crazy, chegou cadeia curitibana carregando caixa cheia com cachaça cinquenteum, chocolates,cervejas, canapés, caviar, charutos....

-chefinho carece comer. Certamente comida cadeia com consistência carente. Chefinho Calamar com calças caindo,

-Claro, claro, cumpanhera Crazy. Conforme cunversamo coisas compatíveis com comunismo, Calamar comerá chocolate com copo cheio com cerveja.

-conta, chefinho. Como consegue conviver com condenação? Chefinho carece colchão confortável. Cadeia contaminada com catinga. Carcereiro considera chefinho Calamar como cachorro. Comprarei congelador. Chefinho colocará cerveja.

-Cumpanhera, Calamar curte cachaça, curte cerveja, contudo, Calamar carecendo comer cu.

-Claro, chefinho. Crazy concederá. Começará com chupadinha.

-Certo cumpanhera. Cumeça!

-chup chup chup

-caaa caaaa caaaaa

-Contente, chefinho?

-Corre criatura, chama clínico. Calamar com crise cardíaca!

-Carcereiro, carcereiro! Chama clínico cubano. Chefinho Calamar com coração congestionado!

-Cubano caralho, cumpanhera Crazy! Chama clínico com certificação!

sacharuk

Cárcere Curitiba 6

Cárcere Curitiba 6

Circundavam calçada, centenas criaturas com camisetas coloradas, confeccionadas com cara chapada criatura chamada Che. Comunistas coordenados conclamavam cizânia, clamavam como carneiros: "Calamar candidato" "Calamar candidato", carregando cartazes com caricatura Calamar Cachaceiro. Criaturas com cútis coloridas, confinadas conduziam cartazes condizentes com "conservar cotas" "coordenados contra corfobia" "Calamar comprometido contra corfobia", clamavam consideração. Criaturas com corpos comuns chacoalhavam colhões, chacoalhavam chibil, cu, considerando comover comunidade contra chavascofobia, contra caralhofobia, contra cacofonia, contra coxinhas, contra Comandante Coiso, contra capitalismo. Criaturas cagavam chão calçada conclamando cruzada contra cufobia.

----------
Calamar Cachaceiro chegou Casa Causídicos Civis Criminais conduzido com corporação. Calçava charmosa caneleira circuitada. Carregava cantil com café conjugado com cachaça cinquenteum.

---------
-Calamar Cachaceiro conhece condição como considerar continuar calado, conquanto converse concordará com coisas contra Calamar Cachaceiro consideradas como confissão?

-Claro, Causídica. Calamar Cachaceiro corresponde criatura com considerável condição comunitária, colocou crianças colégio, construiu cisterna, combateu corrupção conquanto comandante central.

-Calado, criatura. Converse conforme convidado.

-Credo, cumpanhera Causídica!

-Concorda com compra chácara com cash corrupto, com conveniência concessionária construtora?

-Cumpanhera Causídica, Calamar Cachaceiro confere com criatura cujo comportamento condiz com coerência, conseguiu crédito, carentes compraram carro. Chácara comprada com construtora corresponde contrato construtora concessionária com cumpanhera Cadáver, contudo, Calamar considera contrato compra chácara como coisa construída com coxinhas.

-Considero Calamar Cachaceiro culpado cumprir condenação calçando caneleira circuitada, contudo, convém continuar convivendo capital centroeste, coabitando casa com crias, com condicionador climático, com cafezinho, cachacinha, churrasquinho, com celular, computador, calçando chinelas com cuecão, chambre, chamuscando charutos conseguidos com Castro.

sacharuk

Cárcere Curitiba 5

Cárcere Curitiba 5

-Cumpanhero carcerero, compareça cá!
-Claro, Calamar Cachaceiro, comparecerei caso caríssimo condenado Calamar colabore com caixinha. Clube carcereiros carece cozinhar churrasco com cerveja como comemoração conquista candidato chamado Coiso. Carcereiros contentes. Cairão chefes cadeias continentais, carcereiros crivarão corpos condenados com consentimento chefias. Cada condenado cretino considerará caminhar com cuzinho cerrado! Concorda colaborar com caixinha, comandante Calamar?

-Certamente, cumpanhero. Calamar Cachaceiro colaborará com cinco centilhões. Carece carcerero chamar cria chamada Calamarzinho comparecer cadeia Curitiba.

-Cumpra-se, comandante.
--------------------
-Caro Calamarzinho, compete começar criar carreira como chefe continental. Carece contar como Calamarzinho começou catando cocô, cheirando cu criaturas confinadas cativeiro, contar como Calamarzinho comprou companhia cuja competência confere com confeccionar carne churrasco com celulose, convém contar como Calamarzinho comprou companhia centralizadora chamadas celular... Corre, Calamarzinho, compete criar carreira como candidato!

-Certo. Como conduzir campanha contra Coiso?

-Chama cumpanheros comunistas colaborar com campanha. Coloca criaturas com clitóris cristalizado contra Coiso, coloca cornos, cachorros, crianças, condenados, criaturas coloridas... coloca contra Coiso. Cria comunicação caramboleira contra Coiso. Contrata criadores comunicações cretinas, convoca chinelagem comparecer carreata com camisetas comunistas confeccionadas com cara criatura chamada Che. Convida co-candidata com carinha cadela cio, com chibil convidativo. Chama comandante continente chavascuelano Cuduro com canhões comunistas. Contudo, caso Calamarzinho chame Covarddad como colaborador campanha, cortarei colhões cumpanhero Calamarzinho! Compreendeu criatura? Contudo, corre cantina comprar cachaça! Careço consumir.

sacharuk

Cárcere Curitiba 4



Cárcere Curitiba 4

Calamar Cachaceiro, conhecido criminoso cuja competência confere com carregar cofre continental, comprar casa conjugada, comprar chácara, colaborar com Cuba com cédulas conquistadas com corrupção, chamou carcereiro:

-cumpanhero carcerero, cumpanhero carcerero. Compareça cá. Careço conversar com candidato Covarddad. Conforme Covarddad chegar, carcerero chama Calamar. 

-Claro, comandante Calamar, contudo carcereiro carece colaborar com caixinha, comprar combustível caríssimo, comprar comida, congêneres...

-Certamente, cumpanhero carcerero. Calamar, com cortesia, cobrirá carências consumo. Conte cédulas, cumpanhero.
---------

-Calamar, Calamar Cachaceiro. Criatura chamada Covarddad chegou com companhia criaturinha co-candidata, cuja cara confere com cuzinho cagado.

-Claro, cumpanhero. Comande Covarddad com co-candidata Cuzinho comparecerem cela cadeia.
----------

-Caro Covarddad, careço confeccionar carta contando como candidatura chapa comunista conseguirá congelar combustível cozinha, comprar casa com colaboração Caixa, contribuir com companhias construtoras. Carece cidadão comentar como conseguiu comprar comida cara, como comprou carro,
como conquistou certificado colégio... Covarddad, com contribuição co-candidata Cuzinho Cagado, carecem conversar com cidadão. Contar como Castro com Che conquistaram Cuba, como Chavez construir consciência cidadania com continente chamado Chavascuela, como comandante Cuduro continuou conquistas Chavez comandando Caracas. Carece contar como Castro conta com carinho criaturas cubanas, como comunismo conseguiu contribuir com crescimento continentes...

-Claro chefinho Calamar, Covarddad concorda.

-Calado, cumpanhero Covarddad. Carece continuar calado. Conforme Covarddad conversa, casa cai. Covarddad carece credibilidade. 

-Chefinho Calamar, carece contar como Congressista com Cu Caliente cuspiu cara candidato Coiso?

-Continua calado, criatura. Carece contar como Coiso comete cornofobia, cufobia, caralhofobia, como critica criaturas com cútis colorida, como coloca casa como custo congresso.

sacharuk

Cárcere Curitiba 3

Cárcere Curitiba 3

Calamar Cachaceiro conseguiu com Comandante Carcerário convite chamando Calamarzinho  conhecer cela com colchão comum.
Calamarzinho, congênita cria Calamar com criatura colocada caixão, começou catando cocô, contudo conseguiu chegar cargo CEO com corporações comerciais consideráveis. Comprou companhia comunicações, comprou cervejaria...

Conforme Calamarzinho chegou, Calamar começou confabular:

- Calamarzinho, caro congênito, com cartão crédito Caixa, compre celular com cinco chips, com carga cheia, com câmera chelfs.

- Câmera chelfs?

- Certo, cumpanhero Calamarzinho. Com câmera chelfs Calamar colocará circular cara carente com cuidados,  como Calamar cobre corpo com cobertor, como Calamar coloca cabeça colchão comum, como Calamar caga com cagatório conjugado, como Calamar conduz campanha com celular conversando com coordenadores. Calamar conquistará comiseração criaturas comuns, colaborando com candidatura.

- Comprarei, caro camarada.

- Caralho, Calamarzinho. Camarada confere com coisas comunistas. Continua calado, catador cocô!

sacharuk



Cárcere Curitiba 2

Cárcere Curitiba 2

"Chegue cá, cumpanhero carcerero. Conforme cumpanhero conhece, Calamar conduziu chefia continente Carnaval conquistando carinho criaturas carentes. Como carcerero confere com criatura cujo contracheque cria comiseração, considerei conversar com caro cumpanhero.
Calamar considera conceder cerca cinco centenas cruzados como colaboração com custos cabíveis com caro carcerero. Cumpanhero conseguirá comprar carne, comprar charutos, comprar champanha, comprar carro, comprar casinha centro Copacabana... carcerero conquistará coisas com conjuge, com crianças.

"Caraca, chefe Calamar. Como carcereiro carece colaborar com chefe?

"Calma, cumpanhero. Carece começar copiando chave cela. Carece continuar comprando cachaça cinquentenária, carece continuar comprando créditos celular... Calamar colaborará com carcerero com coração condoído. Conte cédulas, cumpanhero.

sacharuk



Cárcere Curitiba 1

Cárcere Curitiba 1

Calamar Cachaceiro, conhecido criminoso com centenas crimes corrupção, cabalmente condenado cumprir cana compartilhando casa com chefe carioca chamado Cabral. Como chefe central continente chamado Carnaval, Calamar configurou conduta correspondente com certa cretinice, conivente com corrupção, com conchavos com construtoras. Canalizou cerca cinco centilhões cruzados comprando coisas continentais, comprando criaturas, corrompendo caráter cantor Chico, cantor Caetano, Chaui, comprando casas conjugadas, comprando cachaça cinquentenária, consumindo com canudinho. 

Calamar consiste criatura corrupta, canastrão cuja cara confere com cu cabeludo. 

Confira causos com Calamar Cachaceiro, cheios com canalhices cravejadas com cinismo.





Catilinas conversa com Chauí

Catilinas colocou casaco contra congelamento corporal, conseguiu carona com caminhoneiro cuiabano. Conforme chegou capital chamada Curitiba, concebeu compartilhar camping comunista, com companheiros cuja condição compete com coçar colhões, coçar chavascas, contornando cela cuja confederação colocou criminoso canalha, chamado Calamar Cachaceiro, cumprir cana.
Catilinas conheceu criatura controversa, com cabelos crespos, com camiseta colorada, como Chapolin. 

Catilinas conversou:

-Como chamas, criatura?

-Chauí.

-Conta, companheira Chauí, como consegue colar cu cadeira confronte cela criminoso Calamar?

-Caro Catilinas, Calamar criatura cuja consciência compete com cientista continental, criou condições carentes comprarem casa, criou Cesta Comunitária, cuja competência consiste com carente comprar comida, criou carreiras, construiu colégios, conquistou continente com conversa consistente. Cidadãos classe central culpados! Calamar coincide com criatura com conduta cristalina. Contudo, Catilinas, classe central cínica! Colocou Calamar cadeia com cama cujo colchão carece conforto. Configuraram conspiração contra Calamar Cachaceiro. Contudo, caro companheiro, Calamar colocará candidatura como comandante confederativo.

-Caraca, companheira Chauí, confundindo Calamar Cachaceiro com Cristo? Como criminoso corrupto, Calamar carece cumprir cana.

-Calamar crucificado como Cristo! Colocaram Calamar cadeia como critério coibir candidatura, Catilinas. Classe central culpada, Catilinas. Classe central composta com canalhas. 

-Credo, Chauí. Como consegue criar consciência comparável com cinismo? Criatura, cabeça Chauí configurada como cu, calibrando cada cagalhão como convém! Cala, criatura!

sacharuk




considerações como confederação chamada Carnaval combateu congestionamento causado com caminhoneiros

considerações como confederação chamada Carnaval combateu congestionamento causado com caminhoneiros

chefe Câmera Comércio convocou Central Caminhoneiros colocarem caminhões congestionando cruzamento. Cada caminhoneiro colocou cartaz com chamamento convocando chefia central considerar capital comprometido com compra combustível. Compete Chefia Central considerar como conscientizar cidadão como combustível carece cobrir caos causado com corrupção.

Carece capitalizar companhia cujo capital contribuiu com compra casas, chácaras, condomínios, carros, colares, colocar capital congestionando cofres confrontados com contas correntes com companhias continentais cuja competência confere com continua calado com condições correspondentes com cálculos conduzidos com cliente correntista.

Contudo, cidadãos cuja casa confere com confederação chamada Carnaval, continuam com cara chapada, com cultura carente, com cabeça cheia com cocô. Cidadão continua como camelo, carregando corcova carcomida. Cabe cidadão considerar continuar comparecendo colégio, como critério consolidar cultura centro cabeça.

sacharuk


Considerações cabalísticas

Considerações cabalísticas

canal comunicativo cujo conceito compete comentar coisas concernentes com conjuntura, colocou convite convocando criaturas comparecerem conversação crítica com coxinhas cheiradores, com comunistas comedores criancinhas, considerando comentar como Comandante Central conduz condições como cidadãos convivem. Coube cada convidado comentar como compra comida, como contabiliza contas, como contrata crédito consignado, como compra combustível, como considera congestionamento causado com caminhoneiros, como concorda com cretinice, como compactua com candidatos canalhas. Contudo, cada cidadão continuou calado, com cara compatível com cu cagado. Cada cidadão colabora construindo considerável cagalhão continental!

carbonos coloridos

comandante chegou com camburão cujas criaturas com capacetes continham carabinas. Cão cheirador chegou crispado. Chegaram chutando cadeiras, conferindo coisas, cara cara com Catilinas. Cão cheirou cozinha, cheirou copa, cheirou congelador contendo carne cozida congelada, cheirou cama, carpete. Catilinas, conquanto calado, continuava calmo. Cão cheirou caixinha condicionada com charmoso cadeado cintilante. Comandante corrompeu cadeado conferindo conteúdo. Catilinas conduzido cadeia central. Certamente conseguira condenação. Caiu cana condenado com caixinha contendo cinco centigramas carbonos coloridos.


carbonos coloridos

cada canalhice
conduz consequência
converte castigo

conheci cada cristo
cada capeta
cada canhestro
com carinha contente
com consciência certinha

cada canalhice
conduz consequência
converte castigo

conheci cafajestes
comungados com crentes
com coxinhas
capitalistas
conquanto comunistas
comiam criancinhas

canto certas coisas
com coração cortado
chamuscando cabeça
com carbonos coloridos
com carinhos
civilmente condenados

cada canalhice
conduz consequência
converte castigo

sacharuk



caprichosa cura

caprichosa cura

carecia contar certos causos
com considerações concernentes
contos contados
com conclusões certeiras

carecia conhecer ciências
considerações coerentes
conjugar conhecimentos
com coisas convincentes

carecia cativar corações
costurar cortes
curar convalescenças
conduzir crenças
com carinhoso critério

carecia cantar
comovente canção
com cuidado
caprichosa cura

carecia companhia
câmara com cordas
colorida com clarinetas
contrabaixos
cítara
címbalos
condução competente

carecia conjugar
coisa com coisa
crença com conhecimento
ciência com coração.

sacharuk




cada crença corresponde com cada cadáver

cada crença corresponde com cada cadáver

corriqueiramente
coveiro chega capela
coloca cruz centralizada
castiçais com chamas
 convenientemente cintilantes
conquanto consome
 caneca com café
conforme chamusca cigarro

cabe coveiro
corresponder corpo
com caixão contratado

convém colocar cravos
condecorando casaco

como colaborador com cemitério
conforme chega
coloca chapéu contra claridade
cava... cava
cem centímetros
construindo cova

conforme correm cerimônias
conduz criaturas chorosas
consanguíneas com cadáver
conduzirem corpo
carregando caixão
coberto com camiseta
correspondentes com clube
cujo cadáver contribuía
cantam canções comovidas
como cadáver cantava
choram copiosamente
conquanto cuidadoso coveiro
coloca cobertura 
cerrando caixão
centraliza com cova

coisa comum
caírem crisântemos
como chuva colorida

contudo
certamente
cadáver continuará calado
completamente chateado
com culto cretino

sacharuk

Catilinas choca Ceará


Catilinas choca Ceará

Conforme combinado, Cara Cabeludo conseguiu convencer companheiro Catilinas conhecer centro capital Ceará.

Calçaram chinelas, colocaram calças curtas cujo corte considerava charmosas coxas cabeludas, colocaram camisetas coloridas com chamamento "cristo chegará!". Com certo cuidado com carteira, caminharam calçadão com certeza conquistar charmosas criaturas cearenses cuja crença consiste consumar casamento cristão. Consideraram confeccionar crianças com carinhas celestiais conforme conduzirem coito com casamenteira cearenses.

Convidaram criaturas cafusas com cinturinhas contornadas, coxas colossais, cabelos compridos com chapinha, comer comidas com companhia chopes.

Chegaram casa com chef, com cozinheiro, cumins, comensais, cantor cover, com cabeças cobertas com chapéu couro, cuja competência consiste comercializar comidas caseiras cearenses congregadas com carnessol.

Contudo, Cara Cabeludo comeu carnessol, consumiu chope, comeu criatura cearense, conquanto Catilinas, condimentou comida com certo composto caliente, conquistou comichão cretina centro cu. Catilinas, com certeza, cagou cada canto Ceará.

sacharuk

cadente

cadente

cobicei calar
conversas conduzidas
com cinismo

considerei cessar
certas contradições
com coisas compartilhadas
coisas curtidas
comentadas
com criaturas
conquanto cabeça
continuou conturbada

careço cessar conflitos
confusões
conquistar clareza
coerência
compactuar com conhecimentos
com ciências
certezas
coisas consistentes

contudo
continuei cantando
catando coisas
caminhando chãos

caí
contudo
caí contente
coisa celeste
cadente
contando casos
cantando cirandas
com coração

sacharuk